terça-feira, 30 de junho de 2009

Rei do Pop


Iria falar da minha ansiedade para essa final da copa do Brasil entre Corinthians e Internacional, que dá vaga para a almejada Libertadores de 2010, ou sobre o concurso do PR, Partido da República, que está promovendo para escolha do seu novo mascote, com prêmio de 10 mil reais e tudo. Algo inovador na política brasileira. Mas aí o Michael ganhou os noticiários do mundo inteiro, dessa vez com sua morte. Então decidi dar meu pitaco nesse assunto.

Longe dos escândalos, das dívidas e dos processos judiciais, Michael, foi um gênio não só da música, mas de toda humanidade. São gênios assim, que nos mostram como somos normais, suas criações são atemporais que marcaram época e ditam as regras de todas as outras.

Quem nunca viajou em suas canções? Quem nunca tentou fazer o moonwalker? Michael Jackson foi estratosférico, para todos nós e ainda mais para ele mesmo, ele queria ser grande e foi muito maior, quis ser o que nunca foi e transformou a sí mesmo, coisa de gênio, que transitou sempre na linha tênue da normalidade e loucura.

Michael amava a música tanto quanto o mundo lúdico infantil, enquanto não cantava, preferia estar brincando com seus pequenos seguidores. Muitos afirmam e acreditam que ele gostava mais do que devia, invertendo os valores. Difícil não fazer um paralelo com o pequeno Alfie Patten, garoto inglês que ganhou notoriedade mundial ao assumir ser pai com 13 anos de idade. Michael com toda certeza, deve ter se desesperado com o caso. Ele querendo ser o Peter Pan, e o Alfie querendo ser adulto.

Michael se foi, e agora suspeita-se que seus filhos não sejam seus, segundo palavras da mãe biológica de seus filhos. Alfie também, o garoto de 13 anos em maio descobriu que na verdade ao invés de ser o pai mais novo do planeta , tornou-se o corno mais novo da humanidade, ficou provado que o bebe não é seu filho.

Agora Alfie será motivo de chacotas na escola, por seu enorme chifre levado em rede mundial. Ao menos poderá, caso queira é claro, voltar a brincar de amarelinha, e curtir o final de sua infância. Michael não, se foi voando para terra do nunca.

Não sei se Alfie era fã do Michael, mas os fãs mais céticos do rei do pop preferem crer que ele não morreu, fugiu da mídia e reaparecerá de forma triunfal, fantásticas, explicando que tudo não passou de uma grande brincadeira, tomara que seja mesmo. Para falar a verdade, até quero crer nisso, vou entrar nessa corrente.

Mas é claro, que mesmo de forma cômica, prefiro acreditar que depois da Dercy Gonçalves ter batido as botas, estamos todos livres para ir. Ela que viu tantas coisas, como a guerra mundial, a guerra fria, o Brasil ganhar 5 copas, o Obama e o Lula serem eleitos, Fidel Castro perder força em Cuba, viu de tudo, quer dizer, quase tudo. Como recebi um email sem graça hoje cedo, só não viu o Corinthians ganhar uma libertadores, mas nessa quarta daremos início, ganhando a copa do Brasil sobre o Inter, e o ano que vem Libertadores. Assim espero.
Descanse em paz Michael...

9 comentários:

João Paulo disse...

Os camelôs que estam agradecendo pela morte de Michael! O setor terciario, esta mais fervoroso.^^


Fica com Deus Michael Jackson!

PCN disse...

Acabei falando de Michael no meu blog também, não tem jeito, é o assunto do momento!

O mais interessante é que o mundo parou ao seu redor...

Visite:
http://papeisriscados.blogspot.com
&
http://twitter.com/PCNxD

Megumi ~ disse...

fazia anos que não via a mísia falar uma coisa sobre ele, agora todos os sites de fofoca e canais de tv prestam homenagens... Sei lá. Não tô dizendo que não gostava dele, pelo contrário, gostava, GOSTO muito. Antes quando eu dizia que não o via como pedófilo, riam, agora concordam comigo ._. Pena que ele não teve o reconhecimento merecido ainda vivo... a vida dele foi MUITO triste...

kikinhah disse...

Se o mundo tivesse parado ao redor destre astro antes que ele morresse, teria sido bom, mas a única coisa que falavam sobre ele em vida era sobre as polêmicas que envolviam o nome dele.
Mas infelizmente a mídia só exalta alguém qd ela não está mais aqui entre nós.
(...)
Tbm postei sobre ele em meu blog...
Sucesso!
BjOs^^

Alan Borges disse...

cara, é uma pena. Eu sou muito fã do Michael e curti muito "thriller", "beat it", "Billy Jean", "they don't care about us",etc...

Mas, enfim, o blog tá ótimo, parabéns!

polystationbrasil.blogspot.com

Bruna disse...

O mundo inteiro para diante da morte de alguém famoso, mas já não faz tanto alarde quando milhares de pessoas humildes morrem.
Não nego as qualidades de Michael e sua importância para a música, mas creio que quando eu morrer haverá no máximo uma nota de 1 minuto, sem minha foto, no jornal de meio-dia, assim como milhares de fãs que se descabelam por alguém que nem os conhecia.

Mariana disse...

Com uma vida privada cheia de extravagancias exploradas em revistas e paginas de jornais, Michael é um exemplo claro do homem que foi menor que sua obra.Inspiração para o mundo, sua arte NUNCA foi contestada e há quem diga que a musica pop pode se dividir entre antes e depois dele
Vamos agradecer a Deus por termos tido a chance de ver esse cara vivo...ele é sem dúvida um dos maiores genios do século

Lari. disse...

Herr.. Eu canso de mortes. De uma maneira menos grosseira, canso de todo esse alvoroço que elas provocam. Michael também ganhou espaço no meu blog, e mereceu mesmo todas as manifestações de carinho, etc.
Mas eu canso, me desculpem os demais!
Espero que agora, se é que isso existe mesmo, ele possa viver o que sempre sonhou.

juliana disse...

bem nen sei oque dizer tambem
viu é michael pra sempre msm