terça-feira, 24 de março de 2009

Vamos descer o nível?

Vamos descer o nível nesse post? Só um pouquinho, juro que não vai doer.
Outro dia li um comentário muito engraçado na internet, onde falava sobre a mulher melancia, que segundo o comentarista deixou de ser quase gorda, para ser quase gostosa, isso porque tem gente, que ainda acha ela quase gorda. Será que estamos numa inversão de valores quantitativos? Antes discutíamos qualidade, agora quantidade também é qualidade?O povo da cidade de Itu, que pode falar bem disso, já que é conhecida por sua enormidade; Então fui falar com um amigo que mora lá, mas afirmou ser lenda que lá tudo é enorme, como afirmam aqui na cidade grande, lá é tudo do tamanho normal, disse ele. Está certo que esse meu amigo não é lá muito pequeno e sim um gordinho simpático, mas se ele me disse, acredito.

E com tanta discussão sobre tamanhos, me lembro da celebre frase, que ouvimos um milhão de vezes durante a vida, “tamanho não é documento”. Queria muito saber quem inventou essa frase, se ele (a), tinha muito ou pouco documento. Aqui mesmo um amigo é carinhosamente chamado de P.P. (Instrumento pequeno), e quem disse que ele liga? Não liga, tanto não liga que não o vejo mais na rua a pelo menos três semanas, nem vem tomar satisfação, grande espírito o dele né? O espírito, por que… Bom, deixa para lá.

Mas sobre tamanhos, a idéia mais curiosa que ouvi, foi de um futuro grande empreendedor, que mora aqui perto, e após 13 latinhas de cerveja (não fui eu que contei), disse que se tivesse um empreendimento, seria uma casa noturna de anãs; Veja você, uma casa da luz vermelha só com anãs, as mais belas do Brasil, segundo ele. Essa mente brilhante tem 1,90 de altura, e diz que todo homem gosta mesmo é de anã. Ninguém na roda concordou, mas ele nem se importou e já lançou seus slogans de marketing.
“Pague inteira, mas leve meia”.

“Estudante aqui, também paga meia”.

“É só impressão, mas aqui o serviço não é pela metade”.

“Leve duas pague uma”.

“Faça mais com menos” (minha preferida).

“Na altura dos seus sonhos”.

Incrível, como conseguimos pensar uma enormidade de banalidades por minuto né? Na próxima semana prometo subir o nível de novo, nem sempre agente acerta né? Nem mesmo o Luis Fernando Veríssimo, quer dizer, esse acerta sim.

10 comentários:

Coyot disse...

Tamanho é documento sim!!!

Isah Vegas disse...

Ele sempre acerta!
E tamanho não é documento... a não ser que se fale do tamanho dos zeros a direita no saldo positivo da conta bancária! ;)

Fernanda Lemos disse...

E tamanho não é documento... a não ser que se fale do tamanho dos zeros a direita no saldo positivo da conta bancária! [2]

Rsrs.

Cada um com seus tamanhos, e documentos. rsrs

beijos ;*

JaCoNa disse...

Te indiquei para receber alguns selos!! Vai lah nu blog e copia as imagens e as regras tah?? Bjaum

http://jaconapacheco.blogspot.com/

Toddy disse...

mto bom o blog
se puder da uma passada no meu
o tema hj é a educação no país e a banda Oasis
e as datas dos shows no país!!!!!
http://t-crespi.blogspot.com
vlw

Bruno disse...

Cara, Vim aqui é garantir algumas risadas.
Baixou o nível, mas foi com estilo(!)
kk...
Continue assim!

Ágda Santos disse...

ahh, deixemos o Verissimo de lado. x)
Latinhas a mais sempre revelam algo.
Ahh, tudo é relativo.
Algumas coisas o ditado é válido, outras não.

Giovani Iemini disse...

hehehe.

Lari. disse...

Odiei a idéia das anãs! Hahahahhaa!
Não é preconceito, mas não acho que sejam preferência nacional.

Floor de Liz disse...

ahahahahhaha ADOREEEEEI o post!
HUDUHASUDHAUHDUHADUHAHU
PAGue inteira,leve meia!
asuhduhadsuhadhuhushudsa
super criativo ^^


http://www.cogumeloerosa.blogspot.com/